Estiagem no município provoca prejuízo de mais de 8 milhões

0
657

A escassez de chuvas que atinge o município, desde dezembro, tem comprometido as plantações e causado inúmeros prejuízos. De acordo com laudo técnico realizado pelo escritório municipal da Emater, o total de prejuízos nas lavouras de milho e soja e na produção de leite é de R$8.513.600,00. Em diversas comunidades do interior falta água até mesmo para o consumo humano. O documento aponta que “45% das famílias rurais sofre com escassez de água potável de qualidade para o consumo humano e também com problemas de quantidade e qualidade de água para os animais. ”

Diante desta situação, o município decretou no dia 20 de fevereiro, situação de emergência e para tentar amenizar o problema, realiza desde o início do ano, através da Secretaria de Obras,  a abertura de poços, fontes de água e limpeza de pequenos açudes, além do abastecimento de reservatórios com caminhão adaptado. Conforme declaração da Secretaria Municipal de Assistência Social, Desenvolvimento e Habitação, a estiagem atingiu com mais severidade as localidades de Uvaieira, Vila Lurdes, Roncador, Linha Chagas/São Pedro, Farinhas Grande e Corticeira, sendo que aproximadamente 60 famílias sofrem com esta situação, para as  mesmas é disponibilizada água três vezes por semana. Também são atendidas outras localidades, com isso, o total de água distribuída chega a 40 mil litros semanalmente.

Em todo o estado, pelo menos 125 municípios já decretaram situação de emergência devido à estiagem. Esta é considerada pela Secretaria de Agricultura do estado como a pior estiagem dos últimos oito anos.

Fotos: Foto Kehl